«Por 10 a 0 os juízes do Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiro aprovaram quinta-feira quotas raciais nas universidades públicas . Em concreto, os membros do STF julgavam a constitucionalidade das quotas aplicadas na Universidade de Brasília desde 2004: 20% das vagas para “negros e pardos”.»